Quarta-feira, 6 de julho de 2022
informe o texto

Notícias / Política

Wellington cobra agilidade na 'devolução' de concessão da BR-163 para nova licitação

19 Mai 2022 - 11:21 - Atualizada em 19 Mai 2022 - 12:46

Folha360

Wellington cobra agilidade na 'devolução' de concessão da BR-163 para nova licitação

Foto: Só Notícias-Lucas Torres

O acidente ocorrido na terça (18), na BR-163, no trecho entre Sorriso e Sinop, entre um ônibus e uma carreta, que vitimou 8 pessoas, foi tema de discussão no Senado Federal. O senador Wellington Fagundes (PL-MT), presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura (Frenlogi), defendeu que o Governo Federal “faça logo o decreto da devolução amigável da concessão da rodovia. Esse seria o primeiro ato para realização de uma nova concessão, de forma a garantir investimentos na rodovia, entre as quais, a sua duplicação. 

Entre no grupo do Folha360 no WhatsApp e receba notícias em tempo real ​(CLIQUE AQUI).

“Precisamos duplicar essa rodovia, em defesa da ordem econômica e, principalmente, das vidas – honrar as vidas que se perderam ao longo do tempo nessa estrada devido às condições de tráfego” – acentuou o parlamentar.

Fagundes esteve nesta quarta-feira no Ministério da Infraestrutura, acompanhado do prefeito de Sinop, Roberto Donner; de Lucas do Rio Verde, Miguel Vaz; e de Nova Mutum, Leandro Félix, para relatar a situação e pedir agilidade nos procedimentos. Em março passado, a concessionária protocolou na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) o requerimento de adesão ao processo de relicitação, sustentando a impossibilidade de manutenção das atividades da concessão. 

Na área concessionada, a empresa duplicou apenas o trecho entre Rondonópolis e a divisa de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.  A duplicação entre Cuiabá a Rondonópolis, foi executada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes Terrestres (DNIT), conforme previa o contrato de concessão. Resta o trecho entre Cuiabá e Sinop, que, no entanto, não avançou.

Segundo o senador, essa situação tem gerado muita insatisfação por parte dos usuários. “O cidadão não concorda em pagar o pedágio e as obras não acontecerem” – disse Fagundes, ao destacar que o acidente aconteceu em um trecho que já deveria ter sido duplicado pelo contrato de concessão. 

“Nós aqui no Congresso estamos fazendo tudo exatamente para que possamos retomar a nossa economia, a geração de empregos e, sem dúvida nenhuma, o investimento na infraestrutura é extremamente importante” – disse, ao registrar em plenário sua manifestação de pesar pelas vítimas do acidente, considerado um dos mais graves dos últimos tempos.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet