Terça-feira, 18 de janeiro de 2022
informe o texto

Notícias / Pinga Fogo

Bolsonaro fecha com partido de Wellington; filiação frustra Neri e Medeiros

08 Nov 2021 - 15:59 - Atualizada em 08 Nov 2021 - 16:15

Folha360

Bolsonaro fecha com partido de Wellington; filiação frustra Neri e Medeiros

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro, enfim, após dois anos, voltará a ser filiado a um partido político. A sigla escolhida foi a do PL (Partido Liberal). Esta decisão do presidente impactará diretamente às eleições em Mato Grosso. 

E quem saiu fortalecido destas articulações foi o senador Wellington Fagundes (PL), que buscará a reeleição em 2022, agora pelo partido do presidente.

Aliás, Wellington foi um dos principais responsáveis por convencer o presidente. Ele chegou a promover um jantar/encontro político, em Brasília, onde foi feito o convite ao Bolsonaro.  

Em Mato Grosso, um estado amplamente de direita, contar com o apoio do presidente Bolsonaro é, sem dúvida, um grande trunfo nas urnas. 



Quem saiu enfraquecido nesse cenário é o deputado federal José Medeiros (Pode), que buscava a todo custo o apoio do presidente ao Senado. 

Medeiros entrou em uma 'sinuca de bico' devido às mais recentes articulações nacionais, uma vez que o ex-juiz federal Sérgio Moro, que fechou questão com o Podemos, poderá entrar na disputa presidencial de 2022 contra Bolsonaro. 

Além disso, a notícia da filiação de Bolsonaro ao PL abala também os planos de Neri Geller (PP), que sonhava com o apoio do grupo do presidente e teme, para os próximos meses, uma debandada dos representantes do agronegócio para o projeto de Wellington. 

Isso porque, por comandar o PL dentro de Mato Grosso, Wellington terá prioridade em ser o candidato do presidente no Estado. Os bolsonaristas que comandam economicamente o agronegócio mato-grossenses são disciplinados, e certamente seguirão o presidente. 

Agora a tendência é o tabuleiro político sofrer novos reajustes. E quem sabe até mesmo o bloco do poderoso União Brasil, que tem o governador Mauro Mendes como principal expoente, talvez venha a compor com o PL no próximo ano, numa chapa majoritária que contaria com a tentativa de reeleição de Mauro ao Governo, Wellington ao Senado e Bolsonaro a presidência da república.  

A filiação de Bolsonaro ao PL está marcada para o dia 22 de novembro em Brasília.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet