Terça-feira, 7 de dezembro de 2021
informe o texto

Notícias / Artigos

Tratamento preventivo em prol da saúde dos pets

18 Out 2021 - 08:15

Anderson Nogueira é médico veterinário há mais de 15 anos e atende na Clínica Veterinária Mato Grosso

Tratamento preventivo em prol da saúde dos pets

Foto: Divulgação

Os pets têm uma expectativa muito menor do que os humanos. A contagem da idade com o passar dos anos também muda bastante. E a diferença vai depender do porte do pet, se é de pequeno, médio ou grande. A contagem de idade do felino é parecida com a do cachorro. Ambos envelhecem mais rápido que o humano.

Um exemplo desta diferença de números é que no primeiro ano de vida de um pet de pequeno porte equivale a 15 anos. Já no segundo ano, o animal terá o equivalente a 24 anos. Diante disso, a expectativa de vida do pet de pequeno porte é de 16 anos, que nesta fase já será um animal idoso com 80 anos. Contudo, muitos cães e gatos ultrapassam esta estimativa. 

Com 16 anos de vida, na contagem humana, o animal de pequeno porte terá, em média, 80 anos. Já o pet de médio e grande porte terá 96 anos.

Muitos cuidados precisam ser prioritários já no início da vida do pet, eu sempre aconselho a fazer exames preventivos ao menos uma vez ao ano. O profissional vai poder avaliar as condições gerais de saúde e prescrever, se necessário, medicação. Outras indicações são a alimentação adequada e a castração.

Eu costumo dizer que os pets têm uma alimentação muito mais balanceada que a dos humanos porque a ração apropriada terá todos os nutrientes essenciais para a saúde. Contudo, existe um mito que já vi muitas pessoas cometerem que é de dar ração de filhotes para animais adultos.

Esta atitude é um erro porque a alimentação para filhote contém muito mais proteína. Esta mesma ração para um animal adulto poderá acarretar disfunção renal e endócrinas. Então, a minha orientação é sempre priorizar a alimentação adequada para a idade do pet.

Outra orientação que prescrevo no consultório é quanto a importância da castração. Em caso de animal fêmea, o indicado é castrar entre os seis e oito meses de vida, período antes de iniciar o cio. Esta intervenção inibe em até 30% os casos de câncer de mama. Quanto mais tardia a castração, maior é a chance de desenvolver a doença. 

A prescrição de castração serve também para os animais macho, que vai inibir o aparecimento de doenças, entre eles, o câncer de próstata.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet