Quarta-feira, 6 de julho de 2022
informe o texto

Notícias / CORONAVÍRUS

No comando central da luta contra Covid, Mauro anuncia 160 UTIs para pacientes graves

10 Mar 2021 - 15:08 - Atualizada em 10 Mar 2021 - 15:29

Betell Fontes | Folha360

No comando central da luta contra Covid, Mauro anuncia 160 UTIs para pacientes graves

Foto: Reprodução

O governador Mauro Mendes (DEM) anunciou nesta quarta (10) a abertura de 160 novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para atender aos casos graves de pacientes da Covid-19, em diversas cidade do Estado de Mato Grosso. 

No pacote de medidas contra Covid-19, o governador anunciou 500 novos leitos clínicos com suporte ventilatório em parceria com os municípios. Também será encaminhado aos municípios o valor de R$ 69,8 milhões do Fundo Municipal de Saúde para combater a pandemia de coronavírus.

Mauro Mendes também anunciou a compra de 500 mil testes para Covid-19 para os municípios cadastrados e aquisição de 150 leitos home care para atender os pacientes com Covid em casa.

Estes leitos ficaram disponíveis no hospital Estadual Santa Casa, hospital Metropolitano e nos hospitais regionais. 

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, que também participou da coletiva de imprensa, ressaltou que neste montande de 160 leitos de UTIs não estão contabilizados os 20 leitos anunciados ontem pelo prefeito da capital Emanuel Pinheiro (MDB).

Na prática, apesar da briga e das divergências entre Mauro e Emanuel, o estado de Mato Grosso pode vir a ter nos próximos dias 180 leitos à disposição da população. 

DELHATAMENTO DAS AÇÕES 
  1. São 160 leitos de UTI, 150 leitos de home care e outros 500 divididos em três tipos, todos de enfermaria. São eles:
Tipo 01: com suporte mecânico ventilatório (respirador). Este tipo vai receber do governo federal para habilitação R$ 478, e o valor será dobrado pelo Governo do Estado. Além disso, o município vai receber o faturamento de acordo com a AIH, regulamentação com o faturamento desse serviço prestado com esse leito.

Tipo 02: suporte ventilatório não invasivo. Para este 02 o governo Federal paga R$300, o governo vai dobrar este valor além do faturamento de AIH.

Tipo 03: com oxigênioterapia, pode acontecer em ambientes não hospitalares com CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde) necessariamente. Neste caso o Ministério não paga nada. E o Estado paga R$400 por diária.

Sobre os valores do Fundo Municipal de Saúde que serão repassados aos municípios de R$ 69,8 milhões, são referente a créditos de 2016, 2017 e 2018, créditos da administração anterior que não foram pagos.

 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet