Sexta-feira, 29 de maio de 2020
informe o texto

Notícias / Pinga Fogo

Hospitais se posicionam após denúncia do Folha360 revelar corte de salários de médicos e enfermeiros

02 Abr 2020 - 15:59 - Atualizada em 02 Abr 2020 - 16:16

DA EDITORIA

Hospitais se posicionam após denúncia do Folha360 revelar corte de salários de médicos e enfermeiros

Foto: Reprodução

Após reportagem do site Folha360 revelar, com exclusividade, que os hospitais São Mateus e Santa Rosa decidiram cortar, em até 25%, os salários dos médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, o Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso (Sindessmat), que congrega os hospitais particulares, se posicionou sobre o assunto.

Em nota enviada à redação, nesta quinta-feira (2), o sindicato afirma que os hospitais Santa Rosa e São Mateus, localizados em Cuiabá, estão preparados e equipados para atender aos casos de contaminação por Coronavírus (Covid-19). Informou, ainda, que a entidade faz parte do  COE – COVID 19, Comitê de operações Especiais coordenado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) para enfrentamento ao Coronavírus.

LEIA A REPORTAGEM Hospitais reduzem jornada e salários de médicos e enfermeiros; profissionais ameaçam abandonar unidades

O sindicato, porém, não contestou as informações divulgadas por Folha360 referentes aos cortes de salários e a redução da jornada de trabalho dos profissionais. Se persistir a iniciativa dos hospitais, especialmente, a redução dos salários, os profissionais de saúde que atuam nas unidades ameaçam parar o atendimento prestado, conforme revelaram fontes ouvidas pela reportagem.

As fontes revelaram que a medida, segundo justificativa dos hospitais, tem como objetivo minimizar o impacto da queda do número de pacientes nos setores de Pronto Atendimento das unidades. Um dos entrevistados chegou a compartilhar com a reportagem documento que comprovaria a proposta feita por um dos hospitais. Diante do cenário, os médicos e enfermeiros ameaçam cruzar os braços. 

Por fim, o sindicato reforçou que os hospitais mantêm setores de “pronto atendimento com equipes preparadas, treinadas e capacitadas para atender a população cuiabana. Assim, a estrutura hoje é suficiente para atender as demandas e estamos acompanhando a evolução dos casos para adaptar à realidade, conforme ela irá se modificando”. 

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA 

Em nota, o Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso (Sindessmat) em atenção a matéria veiculada no site Folha 360 hoje (02), esclarece que:

- Os hospitais citados asseguram que as unidades estão completamente preparadas e equipadas para atender aos casos de Covid-19, assim como as demandas regulares, e que as alterações transitórias de escalas de médicos, não causarão qualquer prejuízo ao atendimento. E conforme a demanda serão reavaliadas

- O sindicato que reúne todas as empresas que prestam serviços de saúde, incluindo os hospitais particulares de Mato Grosso se mantem a disposição da sociedade cuiabana e mato-grossense para juntos enfrentarmos esse momento inédito em nossa história, de forma a garantir que todos os esforços seguem no sentido de prestar a melhor assistência para a população. A entidade, inclusive faz parte do  COE – COVID 19, Comitê de operações Especiais coordenado pela Secretaria Estadual de Saúde para enfrentamento ao Coronavírus, contribuindo ativamente para que instituições público e privadas estejam alinhadas no combate à pandemia.

- Ainda, o Sindessmat reafirma o compromisso das unidades de saúde privadas de Mato Grosso em oferecer atendimento de excelência à população. E mais uma vez reforça que mantém pronto atendimento com equipes preparadas, treinadas e capacitadas para atender a população cuiabana. Assim, a estrutura hoje é suficiente para atender as demandas e estamos acompanhando a evolução dos casos para adaptar à realidade, conforme ela irá se modificando.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet