Quarta-feira, 27 de maio de 2020
informe o texto

Notícias / Política

Abílio exige prisão em flagrante de Misael Galvão por abuso de autoridade

06 Mar 2020 - 11:15

Betell Fontes | Da Redação

Na sessão tumultuada e confusa que vota a cassação do vereador Abílio Brunini (PSC), por quebra de decoro parlamentar, Abílio chamou a polícia para prender o presidente da Câmara de Cuiabá, Misael Galvão (PTB), por abuso de autoridade. O pedido aconteceu na manhã desta sexta-feira (06).

De acordo com Abílio, o presidente da Câmara não cumpriu o que prevê o regimento interno da Casa de Leis em casos de cassação de mandato de vereador. O social cristão alega que Misael Galvão agiu de forma arbitrária para dar prosseguimento ao rito. 

“Ele está desrespeitando o Código de Ética da Casa, agindo de maneira arbitrária, num projeto que não tem parecer da Comissão de Justiça, não tem parecer da Procuradoria. Toda e qualquer autoridade que desrespeitar e usar de maneira abusiva está cometendo um crime de detenção de seis meses a dois anos de detenção. Eu dei ordem de prisão para o presidente no ato, no flagrante. Ele cometeu um crime e tem que ser preso. Quem comete crime é criminoso, ele tem que ser preso. A lei de Abuso de Autoridade é bem clara”, esbravejou Abílio.

Nas redes socias, Abílio publicou o rito e citou que “a lei não serve para os amigos do rei”. Em baixo da publicação o vereador citou que a lei de abuso de autoridade estende injustificadamente a investigação, procrastinando em prejuízo do investigado ou fiscalizado pena de detenção de seis mês a dois anos e multa.

“Ele simplesmente chegou aqui com um papel A4, em tópicos, sem justificativa, sem processo legal, sem parecer, e votou como se fosse lei. Toda e qualquer autoridade que desrespeitar e agir de maneira abusiva está cometendo crime. Dei ordem de prisão ao presidente no ato. Ele cometeu um crime e tem que ser preso”, disse

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet